Associação das Defensoras e Defensores Públicos do Tocantins realiza cerimônia de posse da nova diretoria

18/05/2021 18/05/2021 11:14 84 visualizações

Nesta terça-feira, 18 de maio, houve a solenidade de posse da nova diretoria da Associação das Defensoras e Defensores Públicos do Tocantins, para o biênio 2021/2022. A cerimônia ocorreu de forma virtual, durante o Evento de Comemoração ao Dia Nacional da Defensoria Pública, comemorado no dia 19 de maio.

Na oportunidade, o presidente reconduzido ao cargo, o Defensor Público, Guilherme Vilela Dias, agradeceu todos os colegas pela oportunidade continuar por mais dois anos à frente da Associação, e também afirmou o compromisso de toda a Diretoria em buscar as melhores condições de trabalho para as Defensoras e Defensores Públicos.

O defensor falou sobre os novos desafios impostos à Defensoria Pública, com o advento da pandemia da Covid-19. “O advento da pandemia da Covid-19, não apenas mudou a rotina do nosso trabalho, mas infelizmente escancarou a desigualdade social vivida pela população brasileira. Esse agravamento, com o empobrecimento das famílias do Brasil, torna ainda mais necessária a presença de Defensoras e Defensores Públicos para materializar todos os direitos assegurados na Constituição Federal, em especial, às pessoas carentes, que veem na Defensoria Pública a sua última esperança de socorro”.

Além disso, Guilherme mencionou a importância da campanha nacional da ANADEP, intitulada: Racismo se combate em todo lugar: Defensoras e Defensores Públicos pela equidade racial. “Essa iniciativa visa fomentar a necessidade da observância da equidade étnico-racial no acesso a direitos e políticas públicas a pessoas indígenas, negras, quilombolas e povos tradicionais, a ação quer provocar o Estado, a sociedade e a imprensa, para que o anti-racismo seja uma luta de todos. Além disso, ressalta o trabalho dos Defensores como agente de transformação social, além de conscientizar as pessoas sobre seus direitos. Portanto, nós Defensores Públicos, jamais podemos olvidar da missão da nossa instituição na defesa de minorias e direitos contra majoritários”, afirmou o presidente.

O defensor citou ainda a pesquisa que reforça a credibilidade e confiança da Defensoria Pública no país, a importância da realização de concurso público para Defensoras e Defensoras, com o objetivo de repor a vacância das aposentadorias ocorridas nos últimos anos, e reforçou o combate da ADPETO às tentativas de implantação da Advocacia Dativa, afirmando que frente à Associação se dedicará incansavelmente para defender o direito constitucional da Defensoria Pública em atuar na defesa de direitos individuais e coletivos de forma integral e gratuita aos necessitados.

A Defensora Pública Geral, Doutora Estellamaris Postal, parabenizou a diretoria e afirmou que a Associação está em boas mãos. “Na qualidade de Defensora Pública Geral, me coloco sempre à disposição. Estamos aqui para ajuda-los, dialogar, trocar ideias. Discutiremos juntos as propostas que chegarem até aqui, e também as nossas, que vêm ao encontro das necessidades da ADPETO. A Associação tem na Gestão Superior uma aliada para que possamos construir uma Defensoria Pública cada vez melhor”, afirmou a Defensora.